16 abr

Visita ao Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC)

“De nada adianta encomendarmos um plano a profissionais competentes sem o acompanhamento – tanto na elaboração como na definição das linhas principais – do pessoal que vai executá-lo. Por esta falta é que muitos planos ficam engavetados. Porque os encarregados de executá-los não os conhecem e não acreditam neles” (IVO ARZUA).

Áreas dentro do IPPUC

O Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC) foi inaugurado em setembro de 1965, durante a gestão do prefeito Ivo Arzua Pereira, que durou de 1962 a 1966, criando um grupo de técnicos da prefeitura municipal para acompanhar todas as etapas de elaboração do Plano Preliminar de Urbanismo para Curitiba, chamado “Curitiba de Amanhã”.

Em 1965, entre as atribuições do IPPUC, definidas pela Lei 2.660/65, estavam:

- Elaborar e encaminhar ao Executivo o anteprojeto de Lei, fixando o Plano Urbanístico de Curitiba;
- Promover estudos e pesquisas para o planejamento integrado do desenvolvimento do Município de Curitiba;
- Apreciar projeto de Lei ou medidas administrativas que possam ter repercussão no desenvolvimento do Município;
- Criar condições de implementação e continuidade que permitam uma adaptação constante dos planos setoriais e globais às realidades dinâmicas do desenvolvimento municipal;
- Coordenar o planejamento local com diretrizes do planejamento regional e estadual.

Biblioteca do IPPUC

As atribuições do IPPUC foram ampliadas em 1991, através da Lei 7671, que tratava da Reforma Administrativa. O IPPUC passou a elaborar os orçamentos Plurianual e Anual de Investimentos da Prefeitura, bem como acompanhar as metas físico-financeiras dos programas e projetos, articulando e consolidando tais programas, projetos e planos, dentre as várias unidades administrativas do município.

O IPPUC atualmente tem como missão coordenar o processo de planejamento e monitoramento urbano da cidade, compatibilizando as ações do Município com as da região metropolitana, em busca do desenvolvimento sustentável, por meio do desenvolvimento de planos e projetos urbanísticos alinhados ao plano diretor.

Em uma visita recente ao IPPUC, acompanhado da arquiteta curitibana Liliane Robacher, que estagiou no Instituto quando ainda era estudante, e da engenheira civil e diretora do setor de geoprocessamento,Marlise Jorge, pude ver de perto alguns dos trabalhos já desenvolvidos pelo IPPUC e outros que ainda estão em fase de elaboração. Dentre os funcionários que me foram apresentados estava o arquiteto Abrão Assad, autor do projeto do Jardim Botânico de Curitiba.

Sala de exposição das maquetes contendo os estudos realizados no IPPUC.

O Instituto é composto por uma equipe multidisciplinar responsável pelos mais variados estudos e propostas para o desenvolvimento de Curitiba, servindo de referencia nacional e internacional, já que é muito comum a organização de visitas de representantes de outros países em busca de informações a respeito das metodologias de pesquisa desenvolvidas no IPPUC.

Maquetes

Uma das características mais interessantes observadas no IPPUC é a forma como é ordenado o crescimento da cidade com a distribuição adequada das atividades urbanas, criando soluções integradas, visando melhores condições sociais e econômicas da população. Além disso, todas as pesquisas desenvolvidas com o objetivo de captar recursos e atrair investimentos para viabilizar a implantação de planos, programas, projetos e obras do município, através do conceito de cidades sustentáveis, disposto no Estatuto da Cidade, tornam o Instituto um exemplo a ser seguido por todos os municípios brasileiros que queiram praticar o desenvolvimento e o planejamento urbano adequado e eficaz.

Área interna do IPPUC

Ao fundo a biblioteca do IPPUC.

Maquetes

Maquetes de projetos.

deixe seu comentário

* Seu comentário:


3 × nine =