3 out

O centenário Teatro Amazonas no centro da selva amazônica.

Teatro Amazonas

O grandioso Teatro Amazonas, está localizado no centro de Manaus, inaugurado em 1896, período auge do ciclo da borracha, com cidade embalada pela riqueza provinda do látex das seringueiras, produto altamente valorizado pelas indústrias internacionais. O norte do brasileiro nunca havia sido tão crucial para a economia mundial, quanto no século XIX. E para sustentar a riqueza da época, o governo decide construir em Manaus, o que hoje é o segundo maior teatro do Norte.

grandes espetáculos

Em 1881, foi feito o primeiro projeto para a construção do Teatro Amazonas. Segundo alguns deputados da época, Manaus precisava de uma casa de espetáculo à altura dos barões da borracha, que ansiavam por ostentar seu poder e queriam contratar as famosas óperas internacionais para se apresentar em plena selva. Mas apenas em fevereiro de 1884, que foi lançada a pedra fundamental daquele que viria a ser um dos mais belos monumentos artísticos do país. Após 12 anos de trabalhos exaustivos, todo em estilo “art nouveau”, o Teatro Amazonas foi inaugurado pela Companhia Lírica Italiana. Após 100 anos de sua inauguração o teatro passou por algumas reformas, em fevereiro de 1996, o tenor José Carreras abriu as comemorações do centenário do Teatro Amazonas seguido de intensas apresentações e festividades. Pelo monumento já passaram vários tipos de performances artísticas, desde peças de teatro, orquestras sinfônicas internacionais e nacionais, até mesmo bandas de rock como a banda Canadense The White Stripes.

Salão de festas

O Teatro Amazonas tem sua pintura de uma cor rósea, e sua cúpula é coberta por trinta e seis mil telhas vitrificadas importadas da Europa. Esta cúpula, forma um tipo de mosaico, nas cores azul, verde, amarela e branca, fazendo menção a Bandeira brasileira. O grandioso teatro possui três andares e tem 700 lugares, sendo 250 em cadeiras confortáveis recobertas por um tecido de veludo vermelho e 450 lugares em camarotes com os mesmos tipos de cadeiras. As pinturas do teto do Teatro foram feitas pelo artista Crispim do Amaral e reproduzem a visão do fundo da Torre Eiffel de Paris. Nas pinturas do redor do salão principal, estão representadas as artes, dança, tragédia, ópera e música.

Mascara da tragédia grega

Em frente aos camarotes nobres, há 22 máscaras da tragédia grega representando Moliére, Shakespeare, Goethe, Mozart, Bethoven e outros artistas e filósofos de grande renome. O pano de boca do teatro representa o “Encontro das Águas” que é entre o Rio Negro e o Rio Solimões, que formando o gigantesco Rio Amazonas e mostra também, a mãe d’água Yara e os deuses que representam os rios. Para evitar danos nessa maravilhosa pintura, este pano sobe inteiro para o teto, sem precisar ser franzido ou enrolado. É importante ressaltar que dentro de seus “salões de festas” é proibido tirar fotos com flash para não descaracterizar as pinturas.

Pinturas

O Salão Nobre do teatro foi decorado pelo artista Italiano Domenico de Angelis e contém pinturas com motivos regionais e estátuas de artistas famosos como o compositor Carlos Gomes e outros. A pintura do teto tem técnica tão maravilhosa, onde se tem a impressão que o personagem principal da pintura esta sempre olhando para observador, não importa qual ângulo ele esteja. O piso é todo revestido de madeira trabalhada na Europa, e ao todo são 12 mil peças montadas e encaixadas sem o auxílio de cola ou pregos, hoje o cuidado é tão grande com ele que para entrar nesse salão o turista deve ou colocar uma pantufa emprestada pelo teatro ou ficar descalço. O lustre é todo feito em bronze francês e cristal italiano, e para a sua limpeza e manutenção foi criado um mecanismo que permite que o lustre desça ao nível do chão. Na parte externa do Teatro, há grandes colunas e estatuas importadas da Inglaterra. O teatro é aberto aos visitantes e possuí guias que falam Inglês, Francês, Espanhol e Alemão.

Maquete do Teatro Amazonas em Lego

No fim do passeio pelo teatro, nos deparamos com uma maquete que fielmente retrata a beleza do monumento, o mais interessante é que a maquete é composta de Lego, mede 1,15cm x 1,90 cm de comprimento e 1,10 cm de altura, a maquete foi doada pela Empresa Recofarma Indústria do Amazonas Ltda.

A Praça São Sebastião e o Teatro Amazonas, são dois monumentos que dançam ao som da mesma canção e constituem um par arquitetônico de simular harmonia. A praça favorece o entendimento do Teatro na cidade e o teatro favorece a compreensão da praça. O calçamento da praça em pedras brancas e pretas desenha uma moderna composição sinuosa, simbolizando o “encontro das águas. No centro da praça, o monumento comemorativo da Abertura dos Portos do Amazonas sugere que o Teatro é o fruto do comércio internacional e que a Abertura dos portos está intimamente ligada à vida cultural da cidade.

Venha conhecer Manaus e suas belezas naturais e a grandiosidade de um dos mais belos monumentos brasileiros.

Referências:

ARAÚJO, Ariadne. A Saga dos Arigós, A História dos Soldados da Borracha. Ceará, Suplemento especial do jornal O POVO, dia 28/07/98 Disponível on-line Julho, 2011.

Portal do governo de Manaus: http://www.culturamazonas.am.gov.br

Mapa Vivo: http://www.mapavivo.com.br/

Over Mundo por DoroniHilgenberg: http://www.overmundo.com.br/

deixe seu comentário

* Seu comentário:


four + = 12